Home Notícias Câmara entrega Prêmio Vilson Mendes de Literatura Desterrense

INSTITUCIONAL

MEMBROS

LICITAÇÕES

LEGISLAÇÃO

EDITAIS

LRF

TRANSPARÊNCIA

TRAMITAÇÃO DE MATERIAS

DOWNLOADS

COMUNICAÇÃO

LOGIN


Câmara entrega Prêmio Vilson Mendes de Literatura Desterrense
Qua, 25 de Junho de 2014 18:58

As luzes da sabedoria e da cultura iluminaram a Sessão Solene da Câmara Municipal de Florianópolis nesta quarta-feira, 25 de junho, durante a entrega do Prêmio Vilson Mendes de Literatura, criado pela resolução nº 1544/2010 da Câmara Municipal de Florianópolis e Academia Desterrense de Letras que, em sua quinta edição, foi concedido à escritora e poetisa acadêmica Dalvina de Jesus Siqueira.

O vereador Deglaber Goulart (PMDB) lembrou da história e do legado de Vilson Mendes que dá nome a honraria e que era um amante da literatura, hábito que lutava para disseminar. Vilson era um incentivador de novos escritores e um herói da cultura catarinense.

A viúva de Vilson Mendes e diretora da Editora Papa Livros, Nelcy Mendes, também ressaltou o trabalho do marido, mas fez questão de dar destaque ao lançamento da obra sobre o Prêmio Vilson Mendes de Literatura, da qual foi idealizadora e responsável pelo desenvolvimento do projeto. 

O acadêmico José Isaac Pilati foi o escolhido para discursar sobre a homenageada deste ano. Dalvina de Jesus Siqueira começou a lecionar aos 13 anos de idade, e precisava ir de carroça para a escola. Mas, o acesso ao local de ensino não era a única dificuldade enfrentada. Era necessário ainda superar a falta de material escolar para levar conhecimento a alunos carentes.

Natural de Biguaçu, Dalvina atuou como professora durante 45 anos. Foi depois de aposentada que lançou o primeiro livro "12º filho" que faz alusão aos 11 filhos criados por ela. A família hoje conta ainda com 27 netos e bisnetos. Em 2010, lançou o 10º livro "No apagar das Luzes", consagrando-se como uma das mais importantes escritoras do Brasil.

Muito emocionada Dalvina agradeceu a homenagem e enfatizou algumas das características que fizeram dela a quinta contemplada pelo Prêmio Vilson Mendes de Literatura Desterrense. "O importante não é receber a honraria, mas sim fazer por merecê-la. A poesia, os contos e as crônicas acompanharam-me desde jovem. Até hoje escrever é a minha paixão".

Antes de encerrar a cerimônia, o presidente da Câmara Municipal de Florianópolis, César Faria (PSD), destacou a relevância do trabalho dos acadêmicos para toda a sociedade brasileira. "O escritor, aos olhos de muitos, torna-se um herói, fazendo-nos conhecer mundos e culturas diferentes, países, lugares e vidas que nos transportam para muito além das páginas. Escrever é uma dádiva de expressão."

 

©2011 - Desenvolvedor - Software Livre - Joomla